Helena Prieto’s Blog

Just another WordPress.com weblog

CAEL – Discussão assíncrona, aprendizagem e avaliação Fevereiro 3, 2011

Filed under: CAEL — helenaprieto @ 4:10 pm
Tags: , ,
forum

forum -discussão assíncrona

A discussão assíncrona encontra-se entre as ferramentas mais poderosas e usadas no ensino online. Mas o seu bom uso exige experiência e bom senso da comunidade de aprendizagem. Quais são as boas práticas de utilização?

Wolf (1)chama a atenção para o uso exagerado desta ferramenta. Com a  sua investigação, chega à conclusão de que não é necessário que os alunos leiam todos os posts  e que posts muito longos não trazem vantagens para a discussão, sendo desencorajadores quanto à participação de alunos menos activos, portanto prejudicam o processo de aprendizagem individual.

Por seu lado Vonderwel  et all (2) chamam atenção para as boas práticas no uso de discussões assíncronas.  O que a discussão permite e o que efectivamente se consegue são realidades distintas. Esta ferramenta é muito usada para desenvolver e suportar a comunidade de aprendizagem. O e-professor têm través dos registos escritos dos alunos , os posts , uma visão do desenvolvimento do percurso de aprendizagem da comunidade e dos indivíduos. Face à visibilidade de todo o processo, os alunos são levados a uma auto-reflexão, auto-regulação dos seus produtos e processos de aprendizagem, desenvolvendo assim uma consciência mais crítica. Através do uso de fóruns de discussão é possível desenvolver duas dimensões críticas do ensino/aprendizagem online: a avaliação para a aprendizagem (dito por outras palavras uma avaliação orientadora e contínua do processo de aprendizagem do aluno) e a avaliação da aprendizagem. Aspectos importantes do ensino online como a colaboração, a avaliação pelos pares e a auto –avaliação, a autonomia, que levam à verdadeira  aprendizagem centrada no aluno podem ser  suportados e desenvolvidos através desta ferramenta.

O uso per si de um fórum de discussão não garante que se consigam alcançar esses objectivos e que haja ganhos/ vantagens para a avaliação e para o processo de construção de conhecimento e desenvolvimento de competências.

As boas práticas que o artigo descreve redefinem o papel do e-professor e dos alunos. Se por um lado o papel do e-professor de ser mais de mentor, orientador ou facilitador, deixando de estar nele centrado a fonte de conhecimento, os alunos, interagindo em comunidade com os conteúdos e com os seus pares, passam a ser o centro de todo o processo de aprendizagem.

No entanto, cabe ao e-professor propor linhas de orientação das discussões, e certificar-se de que há um fio condutor das discussões e que todos intervenientes têm a oportunidade de participar.

Como é que os fóruns de discussão devem ser estruturados para melhorara aprendizagem?

Boas práticas para o sucesso dos fóruns de discussão sugeridas pela investigação e tendo como base a perspectiva e as necessidades dos alunos são:

-Instruções claras quanto ao que os estudantes devem fazer;

-Determinar à priori os critérios de avaliação das participações dando a conhecer esta informação aos alunos,

– Propor variedade de formas de avaliação dos foruns

-Determinar um número mínimo de participações para cada aluno;

– Terem um fio condutor e não haver muitas raízes para não haver dispersão;

– Propor reflexão dos posts dos colegas;

– Usar a modalidade de Role Play

– usar perguntas abertas que suscitem o aprofundamento do tema(s) em discussão

– dar feedback regular no sentido de manter o fluxo da discussão e aumentar a qualidade das participações

– promover o equilíbrio entre a estrutura dos fóruns e a autonomia dos participantes

Este estudo, que toma por medida a perspectiva dos alunos, conclui que as técnicas acima referidas são as que mais promovem actividades enriquecedoras de aprendizagem, estimulam a participação de qualidade, o aprofundamento dos assuntos, desenvolvendo simultaneamente um processo de auto e hetero-avaliação, de regulação dos mecanismos de aprendizagem, autonomia bem como competências de escrita, análise e síntese.

Em termos práticos, a participação dos alunos exige a leitura dos posts e a colocação dos seus próprios posts procurando gerar um diálogo através do qual o tema ou temas são desenvolvidos/ aprofundados e problematizados  com os diferentes contributos dos participantes, num fluxo que pode ser mais ou menos controlada pelo e-professor.

Num fórum de discussão há que se ter uma visão geral do assunto em discussão e essa visão é conseguida através da leitura de todos os posts. Cabe a cada interveniente usar de várias estratégias de leitura, tais como a leitura rápida e vertical e a leitura atenta e mais pormenorizada, fazendo um filtro dos posts com maior ou menor  informação relevante. Esta é uma estratégia a desenvolver.

Bibliografia

1-Wolf, B. & Dosdall, M. (2010) Weighing the Risks of Excessive Participation in Asynchronous Online Discussions against the Benefits of Robust Participation. MERLOT Journal of Online Learning and Teaching Vol. 6, No. 1.

2- Vonderwell, Selma, Liang, Xin e Alederman, Kay , Asynchronous Discussion and Asessment in Online Learning in Journal of Reaseach on Techonoly in Education, Spring 2009

Anúncios